19 de jun de 2010

Adeus Saramago

Minutos, dias

Por Fundação José Saramago

Todos os dias têm a sua história, um só minuto levaria anos a contar, o mínimo gesto, o descasque miudinho duma palavra, duma sílaba, dum som, para já não falar dos pensamentos, que é coisa de muito estofo, pensar no que se pensa, ou pensou, ou está pensando, e que pensamento é esse que pensa o outro pensamento, não acabaríamos nunca mais.

In Levantado do Chão, Ed. Caminho, 14.ª ed., p. 59
(Selecção de Diego Mesa)

Um comentário:

jefhcardoso disse...

Também prestei a minha pequena homenagem a este gênio Saramago.
É uma de minhas últimas postagens.

Parabéns pela delicadeza! Abraço!

Jefhcardoso do http://jefhcardoso.blogspot.com de blog em blog