18 de mar de 2009

Vento


No maravilhoso livro que estou lendo agora, não canso de fazer as anotações.

Em quase todoa página eu encontro algo legal, pego minha caneta e me presto a copiar.



Na pg 58 encontrei:



...Em lugar de qualquer tipo de felicidade aqui e no além, buscamos simples e naturalmente a alegria. Alegria, coisa tão incerta como o vento, que tem dia que vem, dia que não vem, que ás vezes é tão forte que vira tufão, outras parece apenas brisa suave, que pode vir do sul ou do norte, do leste ou do oeste, mas que vem, queiramos ou não, na hora ou no jeito que bem entender...

Nenhum comentário: