27 de dez de 2007

Essa saudade

Li hoje na página da internet o poema "A dor que dói mais" da Martha Medeiros, simplesmente adorei, o que ela escreve no poema é sobre a saudade.
Chega essa época do ano, parece que a saudade aumenta, saudade de tudo.

"Saudade é não saber. Não saber o que fazer com os dias que ficaram mais compridos, não saber como encontrar tarefas que lhe cessem o pensamento, não saber como frear as lágrimas diante de uma música, não saber como vencer a dor de um silêncio que nada preenche", escreveu Martha.

Não sabemos explicar esse sentimento que nos acompanha durante toda vida. Parece inútil escrever sobre algo que é tão comum, mas que é tão doloroso.
Saudade, sentimento que dói e que corói, que destrói vidas, que aproxima vidas. A saudade sentindo só pra explicar. Quando estamos com saudades, queremos voltar o tempo, corrigir erros, resgatar momentos que foram bons, e querer ao nosso lado uma pessoa que gostamos.
Ai a saudade....saudade da infância, das brincadeiras na escola, dos amigos, das festas, de lugares inesquecíveis, saudade do por do sol, do banho de rio, das mentiras, saudade de um tempo em que tudo era sonho, onde as coisas não eram impossíveis, saudade dos pensamentos infantis, saudades dos primos, saudades da comida da mãe, do bronca do pai, da briga com a irmã, saudade do animal de estimação, saudade daquele amor adolescente que se guarda até hoje.
Saudade do passado. É isso, eu estou com saudade do passado, que foi e não volta mais.

Nenhum comentário: